#1. Evite conviver com pessoas negativas

Seja em contexto profissional ou familiar, todos nós temos pessoas negativas ao nosso redor (estamos certos de que neste momento alguns nomes lhe virão em mente). não é fácil evitar-mos conviver com pessoas com estas características – porém é necessário encontrar-se um meio termo.

Pessoas com este traço de negatividade, tendem a sugar a energia, sugar a vida de quem as rodeia – e a determinado momento e derivado à convivência começar a ter a mesma maneira de pensar. 

Pode ser difícil, mas experimente por exemplo, neutralizar todos os seus negativos com positivos.

#2. Errar é permitido! (deixe de se preocupar com os erros que comete)

Os erros cometidos na vida, servem como uma espécie de aviso – do que pode e não pode fazer no futuro, simples assim. O quê da questão e o que faz toda a diferença é o seu pensamento ou atitude comportamental mediante tais erros. A grande diferença faz-se mediante estes pensamentos:

1º pensamento: “E agora o que faço? Cometi um erro! Não sirvo para nada, sou um perdedor, não vou conseguir ultrapassar nem seguir em frente”.

2º pensamento: “E agora o que faço? Cometi um erro! Não voltarei a cair no mesmo, mas pelo menos, fica a lição do que não posso voltar a fazer”.

Por fim, queremos deixar-lhe a seguinte reflexão: É normal falhar, aliás, são as falhas ou erros que nos dão a possibilidade não só de aprender, mas também de crescer. 

#3. Sobre o passado, deixe-o onde ficou: lá atrás!

Responda-nos o seguinte relativamente ao seu passado:

Mesmo que quisesse, poderia voltar atrás e mudar alguma coisa no seu passado?

A sua resposta é claramente, Não. Certo?!

Assim sendo, porquê insistir em coisas que aconteceram lá atrás, no passado – quando não há absolutamente nada que possa fazer para mudar isso? Pode e deve sim, mudar atitudes do passado com as quais não viva bem, pode pedir desculpas por algo que fez no passado e talvez assim ter a possibilidade de resolver algo que eventualmente não estaria bem.

Quanto mais pensar a respeito do que já passou, mais a sua mente e talvez a sua vida, ficará ligada a uma situação que já passou, que já não faz parte do seu presente – e assim, correrá o risco de não viver o seu presente e comprometer o seu futuro.

#4. Não diga SIM sempre

Sabia que existem momentos, para dizer sim e outros para dizer NÃO?

Se quando diz sim, fá-lo sentir-se desconfortável, infeliz ou até mesmo stressado, então talvez, esteja na hora de pelo menos começar a tentar dizer não. Por mais difícil que lhe pareça, é importante encontrar uma maneira de o conseguir.

A primeira vez que disser não a alguém, quando eventualmente diria sim, o motivará de tal forma, a ponto mudar positivamente a sua vida, acredite! Por outro lado, não tenha uma atitude radical e começar dizer não a absolutamente tudo, é importante o equilíbrio – tenha como exemplo, o critério para dizer não, quando isso significar: fazê-lo sentir-se desconfortável.

Portanto, se estiver a trabalhar demasiado, diga não, quando tornar-se desgastante; se estiver a dar muito de si em algum relacionamento, diga não, para criar um certo equilíbrio.

#5. Páre de se vitimizar

Por vezes, é confortável termos uma atitude passiva no sentido de ter-mos uma visão sobre nós mesmo de “coitadinho”. Não consigo um emprego, não consigo acertar num relacionamento, ninguém gosta de mim…que coitadinho que sou. 

Será mesmo coitadinho? ou será mais fácil ter esse discurso e acreditar nele, que arregaçar as mangas e ir à luta?

Não é clichê: a vida sorri para quem sorri para a vida. Acredite, essa é uma escolha sua que irá reflectir-se na sua vida, lembre-se disso!

Paz e Luz