Lao-Tsé foi um filósofo e escritor da China antiga, Lao-Tsé significa: Velho Mestre. Também é conhecido como Lao-Tsu, Lao-Tzu ou Lao-Zi, nasceu em Chu actual Luyi, na província de Hunan ,China. Conta a tradição que Lao-Tsé trabalhou muitos anos nos arquivos imperiais de Loyang, capital do estado de Chu, como zelador dos documentos oficiais da dinastia adquirindo conhecimento profundo dos ritos. 

Ao completar 40 anos, Lao-Tsé opondo-se as disputas na corte do rei Wen, decidiu abandonar o cargo na biblioteca real e iniciou uma grande viagem para as terras do Oeste, quando se preparava para atravessar a fronteira foi reconhecido pelo guarda, que sabendo da sua sabedoria pediu que ele deixasse por escrito os seus ensinamentos, e Lao-Tsé escreveu o Tao Te Ching (livro do caminho e da virtude), um dos mais significativos tratados da filosofia chinesa, que aborda espiritualidade individual, existencialismo, dinâmicas interpessoal e técnicas para governar. Tao em chinês significa o caminho e costuma ser definido como a natureza, o princípio natural que regula a ordem do universo físico. Passados três dias Lao-Tsé entregou-lhe em 81 versos a síntese de sua sabedoria. O guarda deixou Lao-Tsé passar e conta-se que ele nunca mais voltou para a China. 

Lao-Tsé é tradicionalmente considerado o fundador do taoísmo uma filosofia de vida e uma religião milenar que integra os fundamentos da tradição espiritual da China. O taoísmo religioso propriamente dito surgiu no decorrer do século II , com os discípulos de Lao-Tsé. O livro do caminho e da virtude tornou-se o livro sagrado da religião, nele Lao-Tsé expõe a teoria de que toda acção voluntária do homem, perturba a ordem natural do universo. Segundo ele, o homem deve agir segundo aquilo que somos de acordo com a natureza.
O taoísmo é uma mescla de religião e de filosofia de vida, e Lao-Tsé tornou-se uma das principais figuras cultuadas nela. Junto com o budismo e o confucionismo, o taoísmo (ou daoísmo) forma os três pilares do pensamento filosófico.

Paz e Luz!