No Tibete utiliza-se os mantras como orações repetidas, é um caminho e um meio de alcançar a paz e também elevação da consciência ou iluminação. Tudo o que pensamos se concretiza na matéria, por esse motivo eles valorizam muito a palavra, ou seja tudo aquilo que falamos e pensamos.
O mantra mais utilizado na tradição tibetana é o Om Mani Padme Hum, pronuncia-se Om Mani Peme Hum, este mantra reverte tudo o que é negativo em positivo (pensamentos, acções, atitudes, e outros bloqueios do espírito).

O significado

Om: Quando entoamos o Om a função é libertar tudo o que precisa ser libertado dentro de nós, afastar o ego, orgulho e o apego. Esse mantra também protege e cria vibrações benéficas e ensina a meditar no ritmo tranquilo e entrar em contacto com a devoção.

Mani: Significa a jóia da compaixão, capaz de realizar todos os desejos, é o som da transformação, pois a jóia da mente nos coloca em contacto com a eternidade. Ela também ajuda a fechar a porta de entrada de energias densas, especialmente a inveja.

Padme: Significa a flor de lótus, aquela que nasce do lodo e floresce, ou seja nasce na escuridão , onde há lama e dificuldade e, abre as suas flores somente após ter subido além da superfície do lodo.

Hum: Essa sílaba representa a mente iluminada e funciona com um som de limpeza. É também o infinito, a mãe terra e a eternidade.

Paz e Luz!