A terapia holística segue os princípios do holismo (do grego holos que significa inteiro ou todo), ou seja, é a terapia que trata o ser humano como um todo, e não através de algumas partes. A terapia holística também chamada de medicina alternativa ou complementar desperta e promove o nosso auto equilíbrio através da harmonização dos nossos recursos físicos, emocionais, energéticos e social, transformando a desarmonia em saúde e auto conhecimento. 
A física quântica comprovou que todo pensamento gera uma emoção, a terapia holística percebe que pensamentos negativos trazem emoções negativas (mau humor, ressentimento, raiva). Ao convivermos diariamente com esses pensamentos e emoções negativas o nosso corpo soma este enfraquecimento, e elas são expressas  no nosso corpo espiritual e no nosso corpo físico.
As terapias holísticas ajudam-nos a ter uma vida mais tranquila, elevam a nossa auto-estima e auto-confiança, as suas diferentes técnicas ajudam a combater o stress físico ou emocional, dores musculares, ansiedade, insónia e depressão.  

O holismo foi criado em 1926 por Jan Smuts, um estadista sul-africano. A ideia desse conceito é a de que os elementos (seres humanos ou outros organismos) de determinado sistema não podem ser entendidos somente por suas partes isoladas e que o todo sempre é maior do que a soma das partes que o compõem.
Embora o primeiro a utilizar o termo holismo tenha sido Smuts, acredita-se que a primeira apresentação completa do seu significado se deu através de Aristóteles quando afirmou que: O todo é maior que a simples soma de suas partes.

É importante saber que dentro do modelo holístico e legal, o terapeuta não é médico, nem doutor. 

Paz e Luz!